Pior El-niño da história será devastador, alertam Meteorologistas

164

Um alerta foi emitido na segunda-feira, dia 16 informa que o El-niño piorará demais em 3 meses, a Organização Mundial da Meteorologia, pediu que as medidas de prevenção implantadas em países aumentem. Habitualmente, os episódios do El Niño se intensificam no final do ano e alcançam a fase máxima entre outubro e janeiro, as vezes eles persistem até o primeiro trimestre antes de começar a perderem força. Em agosto de 2015, as temperaturas da superfície do mar já chegaram a atingir 1,3 e 2 graus acima da média, superando em 1 grau o nível habitual do El Niño.

2015 já entra pra história como o ano mais quente, agora a situação pode ficar pior no Nordeste/Norte Oriental do Brasil com as grandes estiagens e mais calamitosa na chuvosa região Sul. As medições mostram que o aquecimento da superfície das águas do Oceano Pacífico Central e Oriental eleva o nível médio da superfície local, já que o calor, em física, faz objetos expandirem e o frio contrai.

As consequências de mudanças abruptas climáticas refletem em todo o Planeta, grandes inundações, secas severas, tempestades mais intensas são só a gota do que estamos passando.

 

Fonte: Climatologia Geográfica