Muito grave: Reservatórios das hidrelétricas do Nordeste estão com menos de 8%

173

Todo cuidado é pouco: de acordo com o próprio governo, os níveis dos reservatórios do Nordeste estavam anteontem numa média de 7,86%, praticamente o mesmo percentual verificado em 30 de novembro de 2001, que bateu os 7,84%.
Em 2001, em plena era FHC, houve racionamento. Agora, á situação é crítica, mas há algumas diferenças.
Quatorze anos atrás, o PIB cresceu 1,3%; em 2015, a retração deverá roçar os 3%. Em 2001, não havia térmicas para auxiliar; hoje, cerca de um quarto da energia é gerado por elas.
Lauro Jardim