El Niño ganha força e será um dos três piores da história, confirma ONU

164

O fenômeno El Niño, o superaquecimento das águas de superfície do Pacífico, deve se fortalecer ainda mais antes do fim do ano e se tornar um dos mais intensos já registrados, afirma a OMM (Organização Meteorológica Mundial).

Por ser conectado ao clima global — associado a secas, tempestades e inundações em outros lugares — essa anomalia causa preocupação. O atual El Niño já é o mais forte registrado nos últimos 15 anos, e segundo os meteorologistas já está “forte e maduro” em novembro.