Acari: Cidade sem banco, sem dinheiro e sem água

813

A crise na segurança na região do Seridó, como também vivida no estado do Rio Grande do Norte e em todo Brasil, tem afetado diretamente o cidadão de bem e trabalhador.

Após o arrombamento da agência do Banco do Brasil de Acari em dezembro de 2016, o banco adotou a postura de não operar mais com numerário (sem movimentação de dinheiro). A agência dos Correios também alvo da ação de bandidos em junho deste ano seguiu o mesmo procedimento.

Quem necessita sacar dinheiro precisar ir as agências de Currais Novos ou Jardim do Seridó, percorrendo em média 30km. Com isso, a economia do município tem sofrido e entrando em colapso.

Além dos problemas provocados pela ausência do serviços bancários na cidades, seja Banco do Brasil ou Correios, o município de Acari sofre com a crise hídrica, já que o açude Gargalheiras secou.

O sistema adutor Engate Rápido, trazendo água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves de Assu/RN, seria a alternativa para abastecer a cidade. Porém, a adutora está destinando água para outras cidades da região. Após duas semanas, o abastecimento não durou nem 20 horas. lamentavelmente, as partes mais altas da cidade estão sofrendo.

A situação é preocupante e insustentável, cidade sem banco, sem dinheiro, sem água…